Pesquisas para Presidente em 2014

Capa Pesquisas Presidente 2014
Spread the love

Confira os resultados do IBOPE, DataFolha e Vox Populi para a intenção de voto estimulada e única dos principais candidatos referente às pesquisas eleitorais para Presidente da República 2014.

Salvo menção explícita em contrário, as pesquisas tem margem de erro de 2 pontos percentuais para mais ou para menos com 95% de confiança – baseado no erro máximo da proporção amostral -, isto é, de cada cem pesquisas produzidas desta forma esperamos que em noventa e cinco delas a proporção de votos dos candidatos estejam dentro da margem de segurança.

Análise da última pesquisa DataFolha: Marina e Dilma em empate técnico com Marina vencendo no segundo turno (03 de setembro)

Marina Silva continua tecnicamente empatada com Dilma Rousseff na última pesquisa DataFolha de 10 de setembro: Dilma tem 36% e Marina tem 33% e, em um segundo turno, Marina e Dilma estão também tecnicamente iguais 47% a 43% para Marina, com margem de dois pontos percentuais. Após perder vários pontos percentuais, Aécio oscilou um ponto e agora tem 15% na última pesquisa DataFolha.

20140912-pesquisa_datafolha_presidente_2014

Análise da última pesquisa IBOPE: Dilma na frente, Marina em segundo e Aécio estacionado (12 de setembro)

Marina Silva oscilou negativamente dentro da margem de erro e Dilma Rousseff oscilou positivamente também no limite da margem de erro (39% a 31% para Dilma) na pesquisa divulgada em 12 de setembro de 2014. Aécio Neves manteve 15% e, salvo, uma reviravolta na reta final, haverá segundo turno imprevisível entre Dilma e Marina. Em um segundo turno entre Dilma e Marina, as candidatas aparecem empatadas tecnicamente (43% a 42% para Marina), enquanto ambas derrotariam Aécio por larga margem.

20140912-pesquisa_ibope_presidente_2014

Pesquisa Vox Populi Presidente 2014 1o Turno

Pesquisa CNT/Sensus para Presidente

Pesquisa Sensus para Presidente 2014

Comparativo das Pesquisas para Presidente

As pesquisas IBOPE, DataFolha e Vox Populi tem resultados parecidos e,e m algum patamar, distantes e até divergentes da pesquisa da CNT/Sensus, possivelmente pela divergência de metodologia e obtenção da amostra. Todas as pesquisas tem dado ampla vantagem a Dilma e, antes da morte de Campos, davam um possível segundo turno sem surpresas entre PT e PSDB, caso ele fosse realizado. Com a entrada de Marina, o segundo turno se tornou imperativo e a dúvida passa a ser quem irá disputá-lo com Dilma. A próxima pesquisa IBOPE deverá captar melhor a migração de votos e a definição de indecisos após a morte de Campos.

Sobre o Autor Thiago Rodrigo Alves Carneiro

Responder

Seu endereço de e-mail nunca será publicado. Campos obrigatrios marcados *

Você pode usar as seguintes HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>